terça-feira, 5 de julho de 2011

Você


 Estou sozinha aqui, e minha mente vaga até você, eu quero te ter, te tocar saber que você é meu somente meu.
A chuva cai lá fora, e fico pensando onde você estará agora... Será que está com outra, ou está sozinho, ou com os amigos. Bom eu não sei, mas o que importa não é onde você está e sim onde não se encontra que é aqui comigo.
Por que me deixaste? Logo hoje que o dia amanheceu tão frio, logo agora que estou sozinha nessa guerra que não é minha? Por quê? Responda-me o porquê dessa solidão que não tem fim.
Hoje chorei, sofri, e pensei que talvez a vida seja isso, sofrer. Pensei em não mais viver, em deixar este mundo de solidão e morrer, ir a um sonho, outro universo, onde não exista você, nem seu cheiro, nem a lembrança dessa vida desgostosa que só me fez sofrer.
Porém não parti, tive medo, e disso me envergonhei, queria sumir, dormir e não mais acordar. Porém sabia que isso não iria acontecer, e me matar... Bom isso eu tive coragem de fazer.
Não, não venha por minhas palavras, venha por você, quero que me ame pelo que sou não pelo que finjo ser no meu da multidão, onde quero não ser ninguém, onde quero passar despercebida, onde não quero te ver.
Se vier pelo que escrevi, seja breve e me deixe antes do amanhecer, não quero sua compaixão sobre mim, eu não quero nada de você se não o amor que sempre desejei ter.
Se vier pelo amor, chegue antes do anoitecer, não quero outra noite sozinha nesse quarto escuro que ameaça me engolir, me destruir. Por favor, decida-se! Se me ama não me deixe esperando, pois quem sabe quando decidir chegar eu não queria mais você. Se esse dia chegar, um basta eu darei e nunca mais irei te ver. Já sofri demais por esse príncipe que foge ao amanhecer, cansei disso. Então só venha se amanhã ao despertar você ainda estiver do meu lado a me abraçar, se não for assim fique, esqueça-se mim e nunca mais ouse voltar aqui, deixe-me de uma vez e não me faça sofrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se gostou & estiver com vontade; comente.