sábado, 3 de setembro de 2011

Não há regras

 Como saber quando estamos nos apegando demais?



Não há regras, muito menos instruções no amor, e apesar de termos uma noção básica graças às decepções alheias, quando se trata do nosso amor, sempre ficamos perdidos quanto ao que fazer.

Seria bom se ao menos alguém nos desse algumas respostas, ou então apontasse a direção certa, porém isso não acontece e depende somente de nós o rumo que nossos sentimentos vão levar.

Não é como se comandássemos o coração, é mais como se pudéssemos acalma-lo durante um tempo. Podemos aprender a gostar menos, por mais que no começo pareça impossível. Podemos gostar mais também, basta que nos conscientizemos que aquela pessoa valha a pena, que talvez após um tempo o sentimento possa crescer.

Entretanto, nem sempre conscientização dá certo. Às vezes nosso coração teima com a razão e sofremos por dias, nos escondemos do mundo, e nos privamos de um novo amor.

O pior é quando se gosta sem saber se a pessoa amada sente o mesmo. Vem um frio, uma vontade de chorar, quando esperamos mais de alguém, quando acreditamos que o sentimento é mutuo e na verdade ele nunca foi.

Por fim, tudo passa e por mais que doa muito no começo, mesmo que a incerteza machuque, um dia percebemos o que é melhor para nossa vida e finalmente conseguimos entender que no amor não há regras e nem explicações, no amor só o que importa é sentir, e aproveitar até que um dia ele se acabe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se gostou & estiver com vontade; comente.