sábado, 26 de novembro de 2011

Incerteza Sobre Você


Sinto algo novo dentro de mim, um sentimento jamais visto antes por esta adolescente sistemática.  Não vou dizer que não gosto de como me sinto, o problema não sou, é você.
Não sei como se sente e devido á tudo que ouvi sobre você sinto medo de estar me apaixonando por alguém que não corresponderá aos meus sentimentos.
Não quero te cobrar, nunca gostei de obrigações, creio que se você sentir tem que ser por vontade própria. Mas te pergunto; o que é isso que estamos vivendo? De onde vem toda essa paixão, esse desejo que sentimos um pelo outro?
Quando estou com você, me sinto nas nuvens, porém não gosto da incerteza sobre seus sentimentos. Não me importo de gostar, me entregar, mas preciso conhecer seus sentimentos em relação a mim também. Quero saber aonde vou me jogar, para que depois eu não descubra que cai num vazio onde você não está.
Se for só curtição eu aceito, estou curtindo também, mas não gosto de ficar nessa escuridão. Hoje eu te quero aqui do meu lado, pois você me faz muito bem. Portanto, antes do dia clarear eu quero saber; se vou curtir ou se me deixarei apaixonar.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Cacos de Vidro

 Quero fugir daqui esta noite, não importa quem se preocupe depois, quando mais preciso vocês não me estendem a mão então tanto faz quem vai sentir ou não minha ausência.
 Você não sabe o que eu passei pra chegar até aqui, você não pode dizer o que é certo quando tudo que faz é sentar e chorar, eu luto, me machuco, mas dou a cara pra bater.

Não me pergunte como estou a não ser que queira realmente saber, ‘nem sempre o sorriso que trago é a vida que levo’ e isso é um fato importantíssimo sobre mim.

Nem tudo está perdido assim como nem tudo são flores, ainda não sei como lidar com esses problemas o que não quer dizer que eu esteja levantando a bandeira branca, isso apenas diz que estou no meu mundo procurando uma solução que hoje parece distante, mas aposto que amanhã ela estará bem na minha frente.

Sinceramente hoje esse mundo de fantasia parece bem mais real do que a verdade cruel, e mesmo preferindo sempre a verdade estou começando a cansar dela, o que me preocupa, pois nossos princípios devem ser sempre princípios, isso não se muda de uma hora pra outra.

Então que venha a verdade por pior do que ela seja, que venha a dor por mais excruciante que seja a sensação e que venham as decepções por mais devastadoras que possam parecer.

Eu tenho que acreditar em mim, no meu poder de recuperação, pois se eu não me levantar daqui, duvido que você venha me ajudar. Tenho que ser eu, até quando tudo o que tenho são cacos de vidro espalhados pelo chão, tenho que lutar mais, querer mais, até que o destino nada possa fazer além de me ajudar.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Abra os olhos!

Quando tudo parece melhorar, ela percebe que foi só um sonho e acorda cansada, suada, tremendo, querendo que tudo se resolva por si só, sem perdas, sem danos.
Abra os olhos e veja o verdadeiro caos, o inferno no seu castelo de areia, a tempestade numa tarde calorosa de verão.
“Qual o problema, qual o problema desta vez?” isso é tudo que lhe dizem, e é o que mais odeia ouvir. Ninguém quer realmente saber, essa preocupação é um meio de entreter uma vida medíocre com problemas alheios, é apenas um modo de saborear o fato de alguém sofrer mais do que você.
Eu tentei ajudar, confortar, mas só pude observa-la cometer os mesmos erros novamente. Ela estava fugindo, mas ela estava perdida por dentro, procurando um lar que nunca teve, um que nunca iria encontrar.
Não há percurso certo para se escolher, só há escuridão e os problemas que terá de enfrentar. Ela não quer ficar sozinha, porém esse é um caminho a ser percorrido só e eu também não tenho um lar para lhe doar.
Seja forte, tenha fé agora! Enxergue paz no meio de uma guerra, procure luz na escuridão. Cure suas feridas, resolva seus problemas, creia em você, se faça refaça e venha comigo ver o sol brilhar.


sábado, 5 de novembro de 2011

Tudo Bem

 E me olha de um jeito que parece não se importar, comenta com os amigos que nunca vai voltar e joga na minha cara que tem outra em meu lugar, mas eu sei que quando chega em casa, você olha minha foto e entende isso não vai me enganar.

Não adianta falar que não quer mais; o que eu fiz por você ela nunca fará e disso você sabe por isso tenta disfarçar.
Tudo bem, eu estou bem, sem você sem amor. E você eu já sei, não precisa me falar que já tem outra em meu lugar, com ela você tenta me evitar, mas sozinhos no seu quarto você sabe que era comigo que queria estar e quando diz que esqueceu sei que tão cedo não vai superar, a dor que sente eu já senti, agora ela tende a parar.
E o pior é que ela tenta ser eu, porém não adianta o que eu te dei ela não vai te dar. Te entreguei meu coração e você o jogou no mar, naquela noite em que chorando me pediu pra voltar, ali eu sabia que nada ia mudar, então parti e você ficou lá. Chorei, sofri e até me arrependi, contudo evolui e você onde está?
Confesse que se pudesse você vinha me procurar. Seu orgulho não deixa você enfrentar o medo que sente por ainda me amar, mas não se preocupe se um dia for pra ser, você vai mudar e ai meu amor, vamos de novo nos encontrar, pois eu penso em você confesso sem temer o que de mim vai pensar.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Carta do Tolo



Você chegou quando eu não conseguia mais vê-la sofrer, e eu agradeci aos céus por finalmente acabar com aquela solidão adolescente, por em fim eu poder dormir em paz, sem tê-la que ouvir chorar por ele. Naquele dia você era tudo que precisávamos.

O tempo foi passando e você nos conquistou, eu acelerava ao saber que vocês iam se falar, e as mãos dela tremiam, como que sabendo que a felicidade era mutua. De vez em quando ela se permitia pensar e sonhar com você, mas você sumiu, de um jeito que eu pensei que não iríamos mais te ver.

Ela ficou triste e confesso que também me deixei abalar, porém os dias foram passando e apesar dela lembrar eu tentava não piorar. Suspirei algumas vezes quando outros tentaram se aproximar, e sei que ela também se deixou levar, por isso dessa primeira vez foi fácil esquecer o vulgo príncipe que foi embora antes do relógio a meia noite badalar.

Depois de um tempo você voltou, e eu como um bom amigo a fiz parar de pensar, algumas vezes ela até conseguia te ignorar, então esperei, pensando que logo ela ia se desapegar, mas ela aos poucos foi de encanto a paixão e logo eu a ouvia suspirar por um segundo amor, um que até então não a fazia chorar, e sim sorrir, cantar, dançar, ela pensava que estava sozinha, mas eu sempre estava lá, torcendo para que tudo desse certo, rezando para esse amor durar.

Assim chegou um novo dia, outro mês e logo eu percebi que ela não iria te largar, não o sonho de te encontrar, fiquei preocupado, porém deixei rolar. Ela sempre me chama de tolo, mas eu percebi antes da hora chegar... Foi se mais uma vez, só que na hora que em partiu eu senti que ela ia desabar e não demorou a meu pressentimento se concretizar.

Por mais que houvesse sofrimento, ela dessa vez prometeu que não ia se abalar, e sozinha no quarto é que deixava o sentimento transbordar. Então assim que outro apareceu para te confortar ela se deixou entregar. Eu acelerava só para ela se sentir segura, e quem sabe te deixar pra lá, o que por um tempo funcionou até você voltar, só para atormentar. E voltou com tudo até um ‘eu te amo’ deixou no ar e ela claro se deixou outra vez encantar.

Diz-me assim que sou o tolo, contudo eu tentei lhe avisar, eu gritava Belle corra para o lado contrário, pois te conheço e sei que você vai se arrepender, sei que vai sofrer. Todavia ela foi indo, até onde a corda pôde suportar.

Ela não me escuta, ou não quer escutar, por isso te peço não a faça mais perder tempo, se não a quer jogue isso na cara dela, só assim ela vai te esquecer. E se realmente a deseja; faça por merecer, caso contrário eu, como seu coração e grande amigo, farei com que ela de uma vez por todas deixe você. No entanto se você vai lutar, cansei de palavras, eu quero acelerar, descompassar quando sua mão a tocar.


Coração