sábado, 18 de fevereiro de 2012

Sweet Sacrifice

É verdade, eu errei, chorei e isso só prova que como você sou humana e falha. Mas tudo bem pode me julgar, eu não me importo mais. Agora pra mim isso é apenas um doce sacrifício.
Maldita inocência! Você realmente acreditou que seria perfeito? Que nada mudaria?
Vejo de um modo diferente agora, do alto posso enxergar quase tudo e hoje antes de voar te direi que não adianta lamentar, eu escolhi isso e como te disse nada mais sou além de um doce sacrifício.
E eu não me importo de pular, você me segura, me puxa me pede pra voltar, mas querido, eu não posso evitar. Minha dor acaba aqui e um dia você irá me perdoar, apostando no seu perdão não tenho medo de saltar.
Vá com calma, não se apresse em me acompanhar, eu quero ir, mas você meu amor, pode ficar. Um dia eu voltarei e te mostrarei o Paraíso, porém agora eu tenho compromisso, meu doce sacrifício termina aqui, na janela do vigésimo andar.


Um comentário:

  1. Muito intenso, realmente fica difícil de entender a quem quis tocar, mas é muito fácil ser tocado mesmo que não sendo o quem.

    No mais, se é inevitável, se nada mais pode mudar, o que nos resta esperar, ora eu salto com você, não importa o andar e ai quando a gente se arrepender, por mais que o gosto seja amargo, estará fulminando tanto na sua, quanto na minha garganta e não diremos nada, saberemos o que sentir e como estar.

    ResponderExcluir

Se gostou & estiver com vontade; comente.