segunda-feira, 30 de julho de 2012

Ela Acreditava em Príncipes


Ela sonhava com príncipes, castelos e cavalos brancos. Acreditava que mesmo ouvindo que era um ‘pequeno monstro’ um dia alguém iria compreendê-la e a levaria para longe de tudo que lhe fazia mal.
O tempo foi passando e ela acreditou ter achado seu príncipe, não porque ele o compreendia, mas porque ele a fazia viajar... Porém mesmo conseguindo fugir de sua realidade, aquele relacionamento não era o que ela desejava, ele já não era romântico ou afetuoso...
Assim após mais uma briga, ela resolveu deixa-lo partir. Não que Branca não gostasse do seu primeiro amor, ela apenas sabia que separados talvez ele talvez pudesse ser feliz.
Sete longos meses se passaram, coisas ruins aconteceram e Branca começou a se sentir realmente sozinha. Sua procura por algo verdadeiro a estava matando, apesar dos casos que a acompanharam durante esses meses, em todos, aquilo de ‘amor’ e ’ verdadeiro’ não estavam presentes, e ela foi mudando aos poucos se tornando mais flexível as empreitadas da vida e menos amorosa ou mesmo depende de seus sentimentos.
Num belo dia de sol Branca resolveu se recompor de toda a dor, e solidão. Ela decidiu que sozinha poderia ser uma princesa bem melhor e foi viajar. Nessa viajem despretensiosa ela conheceu um garoto, ou melhor, um homem e sentiu uma vontade inexplicável de agrada-lo, porém sem truques. Ela o queria, mas somente se ele a quisesse como ela era, e naquela época de mulheres lindas e prontas para ser tudo o que um homem deseja, um pensamento como o dela era inútil e infantil.
Branca, já o tinha visto, logo que seu deixou seu primeiro amor partir. Contudo não o tinha reparado, só o via como um vilão, um garanhão e tudo o mais que diziam a respeito daquele lindo e interessante homem.
Outro dia raiou e tudo o que ela precisava era de um banho de mar, ele se prontificou a acompanha-la e isso foi o primeiro passo para seu grande e devastador amor.
Depois de um beijo, um abraço e poucas palavras, o dia terminou e logo que a noite chegou, ele gentilmente se mostrou um homem do século 21. Sexo era o que ele queria! E Branca, não sentiu medo ao se entregar para um ‘quase’ desconhecido. Mesmo sua experiência sendo pouca, mesmo que até o momento ela só tenha se entregado para aquele que acreditou ser um príncipe.. A noite chegou e ela se entregou.
Foi lindo! Devastador! Para ela, digo que até constrangedor... Mas acordar ao lado daquele homem parecia o paraíso, tudo o que ela sempre quis e nunca soube.
O amor pela primeira vez subiu a serra.. e com o tempo o vilão se tornou galã e príncipe. Branca se mostrou como era, e isso foi arriscado, todavia ele a adorou e nada pôde ser tão perfeito como o sorriso de seu príncipe ao dizer ‘Branca eu amo você’.
O tempo ainda passa, e Branca está feliz. A vida continua a mesma, e ela ainda chora com as coisas que a perturbam, porém quando não há para onde correr ele está lá. Um príncipe com defeitos, e com vontades. . Ele não a colocou num cavalo branco e fugiu, ele simplesmente ficou e mostrou como lutar, abriu os braços e disse que ela poderia vir e ficar quando precisasse de um ombro ou de alguém para desabafar. Ela o ama e sabe que um dia eles estarão juntos noite e dia. A vida passa e ela ainda é ‘um pequeno monstro’ porém, mais feliz, mais humana, mais família e mais, bem mais amada e valorizada.



quinta-feira, 5 de julho de 2012


Eu sou confusa e bipolar.
Eu choro sozinha, mas quando canto é para o mundo inteiro escutar.
Já sei o que quero, porém ainda não faço ideia de como realizar.
Eu tô lutando, tô seguindo e tenho fé.. Um dia eu chego lá!

Hey..



Olho ao redor.. Onde exatamente eu estou? Quem é essa que vejo no espelho? Eu sei que não sou assim, pare! Eu não posso chorar.
Bem, acho que preciso de um tempo, mas não se vá, não totalmente. Tenho certeza que ficarei bem e quando você chamar meu nome eu estarei lá.
Eu preciso me concertar, pegar meus cacos no chão e me refazer... Apenas não desista de mim, eu preciso pensar.
Hey, você ouviu isso? Esse é meu coração batendo. Eu já disse que preciso desse sentimento? Eu gosto de como me sinto.
Espere! Eu te amo, mas preciso de espaço para me encontrar, e te prometo que irei voltar.
 Não é pessoal e desculpe se estou te magoando, mas preciso desse tempo sozinha, para saber depois voltar pra casa. Por favor, não desista de mim. Venha, ouça meu coração batendo, já te disse, eu preciso disso. Esse sentimento me mostrou como novamente me encontrar, e após um tempo, tudo ficará bem, eu prometo, eu irei voltar!

OBS: Inspirado na música, I need this da Jessie J.