quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Nobody's Perfect



Olho a minha volta, todos falam demais e está tudo tão alto...
Será que vocês podem parar?
Por favor! Eu preciso respirar, sei que errei, apenas me arrume um cigarro e um lugar para pensar... Vocês todos sabem do meu erro, mas os motivos até agora, ninguém veio me perguntar.
Sim, eu me precipitei, eu sonhei alto demais e quando vi, já estava caiando sem chances de voltar. Mas afinal, tudo está perdido ou são só os rostos na multidão querendo me assustar?
Eu não estou louca, ainda há tempo. Pois no fim ninguém, em canto algum do mundo... Ninguém é perfeito.
Odeio te ver cair, odeio olhar a volta e não achar alguém com quem conversar, mas não me diga que não pode me perdoar, pois aqui nem eu, nem você... Ninguém é e jamais será perfeito.
Estou ouvindo as consequências, estou pensando na penitência, pessoas demais à me rodear, porém vou achar a saída, vou encontrar a solução e vou levantar. Com meus erros aprendi e nessa vida ainda tenho muito para errar, assim vou seguindo, procurando pela vida as pessoas certas em quem eu possa confiar, me decepcionando e perdoando até a hora em que poderei acertar.
Apenas fiquem quietos! Eu preciso pensar! Ah, quer saber? Foda-se porque ninguém é perfeito o relógio ainda bate e eu ainda tenho tempo, muito tempo para acertar!