quinta-feira, 7 de abril de 2016

Poema: Amor, Adeus Amor!



Amor meu belo amor
Que triste solidão
Eu vivo aqui sem ti
Que roubou meu coração.
 

A tristeza é passageira
Não morrerei disso não
Ainda te encontro pela vida
E recupero meu coração.

Por enquanto vivo assim
Perdida na multidão
Enquanto ando te procuro
Por desejo e ilusão


Paro aqui não vou chorar
Não vou sofrer
Não vou falar
Só o que quero daqui por diante
É tentar me reencontrar.

Vou seguir vou andar
Vou viver e me encantar
Com tudo que ouvir,
Descobrir e admirar.

Obrigada pela dor
Aprendi com isso sim
Adeus, tchau e até jamais.
Ah, poema acaba aqui.