sábado, 20 de agosto de 2016

Carta de uma sonhadora para o anjo que um dia de filho ela irá chamar...

Oh meu amor, não se apresse em nascer... eu te quero muito mas ainda não tenho tempo para você.
Não quero te deixar com ninguém por não poder te cuidar, serei sua mãe e preciso fazer de tudo pra melhor te recepcionar.
Eu quero-te pra mim, tenho muito amor em meu peito para te dar, mas não dessa forma, esperei tanto não posso no ultimo minuto me apressar e errar.
Eu e seu pai já te pensamos e queremos ter você em nosso lar. Nosso amor é tão grande que começa a transbordar e esse amor que escorre de nós está indo ao céu te alcançar, mas te peço por favor não corra a nos encontrar. Espere ao menos um aninho para em meu ventre você florescer e me alegrar.
Esperando um pouco prometo-lhe nunca lhe abandonar, serei a melhor mãe que puder desde que você me ouça e demore um pouco para chegar.


quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Meu caro soldado

Os dias se passam e olhar pela janela não me ajuda a te ver voltar. Penso nos dias que passamos enfrente ao mar. Tudo era tão bom e tão lindo, éramos inocentes amantes se beijando a luz do luar, mas agora sou apenas uma esposa aflita e apaixonada na espera de seu soldado mais forte, do soldado mais fiel.... O seu marido.
Escrevo cartas que não sei para onde enviar, porém nelas escrevo com minha alma e coração, nas espera de notícias eu ligo a televisão.
A guerra não acabou e parece que nunca irá terminar, tudo que posso fazer é sentar e chorar. Mas lembro-me de você de seu sorriso e me recuso a balançar. Você me pediu força, me pediu que te esperasse e nem que se passem mil anos eu desistirei de te amar.
Soldado amado volte pra mim! Volte para os sonhos que nós construímos eu já cansei de esperar. Volte para o bebê que eu nunca te disse esperar, mas que sete meses após sua viagem nasceu e se pôs a chorar.
Só ele me faz viver, só ele me faz aguentar! Na escuridão das noites frias apenas seu choro me consola e apenas sua presença me faz enfrentar os dias que vivo sem esperança de te encontrar.
Hoje ele completa um ano e nunca viu o pai, não sabe o quanto você é amoroso ou o quanto seu colo é macio e bom de estar.
A culpa não foi sua e nem minha, mas de quem será?
Eu imploro para Deus ao menos saber por onde você está. Envio essa carta ao vento para ver se ela, tão sorrateira e leve poderá te avistar. Leia minhas palavras com amor e saiba que estou aqui, eu e nosso filho estamos a te aguardar.
Eu sei que você voltará, você é minha luz e apenas por saber que poderei te ver é que ainda posso respirar.
Volte meu amor, e nunca mais saia daqui. Preciso de você. Precisamos de você e essa guerra há de acabar.
Te espero com amor, venha! Minha boca espera o beijo quente que apenas você pode proporcionar. O tempo escorre por meus dedos,  nada que eu faça vai adiantar, apenas rezo e peço, para que um dia as estrelas do céu me ouçam e possam me entregar o amor da vida, aquele que me fez perder o ar, enquanto riamos, enquanto dançávamos, enquanto nos amávamos sem em nada mais pensar.

Te amo! Te amo! Soldado, meu caro soldado, faça o favor de voltar para o meu lado!!!!!!!