quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Confusão


Sinto-me presa num túnel cor azul, sei que estou bem, mas confundo meu ser com meu querer. Inverto o ontem com o amanhã e choro sem saber expressar o motivo, sem saber dizer o porquê.
Ouço a voz do meu coração e sigo a mais bela canção, acredito fielmente em minhas decisões, porém a cada curva desse túnel vejo meus pés saírem do chão.
Não sei o que fazer, não sei para onde correr, cada esquina por qual passo me faz lembrar deste meu eterno querer. A cada volta que dou o mundo gira e tenho novamente consciência do meu ser.
Ser o não ser? Ir ou não ir? Fazer ou não fazer? Podem ser perguntas tolas, e também clichês, não obstante sei também que em algum momento a vida fez este questionamento à você.
Sou forte, sou leoa, acredito no meu viver.... Sou medrosa e carinhosa, por isso faço tudo por mim e por você.... Sou apaixonada pela vida e não vou desistir de vencer.
Sou chuva forte, sou a brisa que vem do mar, sou pé na areia, sou verão, sou várias coisas em um só coração.
Como já disse nem sempre sei quem sou, nem sempre sei pra onde vou, contudo em alma eu sempre sinto todo meu amor. E isso me basta meu caro leitor...

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Ver uma grávida passar

Tão lindo é ver um grande amor tomando forma, duas almas que se curtem e o coração não aguenta: pula pra fora.
Esse amor transcende o corpo e faz nascer um outro ser, que cresce e se desenvolver fazendo o corpo da mulher mudar e se engrandecer.
Ao nascer um bebê, nasce não somente uma alma, nasce um pai e uma mãe. A mente muda, o corpo muda e o coração dos pais só faz crescer.
Tão lindo é ver essa alma nascer, ela redireciona tudo, traz a tempestade e a calmaria que uma família precisa ter. Eu me emociono e até choro por ver algo tão lindo, um amor tão grande e tão puro que vem e transforma radicalmente a vida de todo e qualquer ser.

Imagem relacionada

Ficção e Coração

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, óculos de sol, oceano, atividades ao ar livre, close-up e água
Sentada aqui penso no quanto lutamos, no quanto nosso amor foi forte e duro depois de tantos motivos para desistir, de tantos obstáculos para superar.
O mar me faz lembrar das horas boas e ruins, porém enquanto o admiro em meio ao entardecer alaranjado só consigo sorrir e ter fé para acreditar num amanhã iluminado e abençoado.
Te abraçar me faz querer ficar e enfrentar o mundo, e ao ver a lua subir aos céus tenho a certeza de que tudo valeu e valerá a pena se eu apenas me sentar ao seu lado e esperar o tempo passar.
A noite finalmente cai e vejo as estrelas brilharem junto a lua maravilhosa que ilumina o oceano. Eu ainda ouço o barulho do mar, ainda vejo as ondas beijarem a areia e virem aos me pés me molhar e cada momento sentada aqui me faz respirar fundo e acreditar, afinal eu já te disse, seu abraço é umas das poucas coisas que me faz querer ficar.
As vezes ainda me sinto incompleta, sinto que temos muito além disso para conquistar. Sinto-me frágil ainda mais ao mirar essa imensidão que é o mar, mas você me acalma, me abraça, me toca e me faz entender que o tempo não deve ser contado rigorosamente sem deixar nem um segundo escapar. Pelo contrário devemos viver, devemos batalhar, mas sem nos apressar. Algumas vezes as coisas verdadeiramente boas demoram a acontecer que é pra nós (seres humanos falhos e tontos) aprendermos a valorizar.
Te beijo e sinto meu corpo todo estremecer, sinto-me viva e sei que aqui é o lugar certo, o segundo perfeito para eternizar. Temos conversado sobre tantas coisas, planejado tantos sonhos e sei que como o casal apaixonado e centrado que somos vamos num futuro próximo nossos sonhos realizar.

A noite passa e ficamos abraçados à beira-mar, minha mão na sua, seu abraço no meu.... nossos corações batendo juntos para nos mostrar a real felicidade, que é o momento simples durante qualquer dia, em que nosso coração tranquilo está. 

Ouvindo "Lady Gaga - Million Reasons" só consigo pensar num amor que tudo supera, assim como o nosso meu amor André Pasini - Fiz em homenagem à você, ao nosso primeiro encontro e eterno amor: o mar!